Histórico

A ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FISIOTERAPIA EM ONCOLOGIA (ABFO) foi fundada em 2008, durante o III Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Cancerologia – dias 22 a 24 de maio, no Hotel Glória – Rio de Janeiro/RJ – em Assembléia Geral instaurada para discutir os rumos da Fisioterapia em Oncologia e interesse dos profissionais. Foi eleita durante este congresso uma  diretoria provisória: Presidente: Angela Gonçalves Marx (SP), Vice-presidente: Anke Bergmann (RJ), Secretária: Nair Paim (RS), Tesoureiro: Dr. Laérico Luz – (PI), Diretor científico: Dr. Mário Bernardo (RJ).

A Associação, através da sua Presidente Angela Marx, encaminhou carta ao Conselho Federal de Fisioterapia e Terapia Ocupacional – COFFITO – em outubro de 2008 reiterando a necessidade do reconhecimento da Fisioterapia em Oncologia como especialidade.

Durante o I Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Oncologia, na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS, em Julho de 2009, foi eleita em  Assembléia Geral Eleitoral a nova diretoria: Angela Gonçalves Marx (Diretor Presidente), Flávia Nascimento de Carvalho (Vice-presidente), Michele Elisabete Rubio Alem (Diretor Científico), Márcia Valéria de Aquino Molinaro (Diretor Administrativo Geral),  Laércio Lima Luz (Diretor Financeiro Geral) e Suzana Sales de Aguiar (Diretor Secretário Geral).

Em 20 de maio de 2009, a Resolução nº. 364, reconhece a Fisioterapia em Oncologia como especialidade do profissional Fisioterapeuta e dá outras providências. Desde então, a ABFO participa de fóruns para o desenvolvimento de normas regulamentadoras da especialidade junto ao COFFITO, a Associação dos Fisioterapeutas do Brasil (AFB) e outras associações, além de participações em atividades cientificas e acadêmicas.

Em fevereiro de 2011, ABFO participou do Exame de Conhecimento para Concessão do Títulos de Especialista, junto a outras associações e organizada pelo COFFITO.

Em julho de 2011, ABFO assinou convênio com o COFFITO juntamente com o presidente Roberto Mattar Cepeda.

Durante o II Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Oncologia, realizado em Goiânia/GO, em junho de 2011, a Presidente Angela Marx pediu renúncia do cargo, sendo instaurado novo processo eleitoral.  Foi eleita a nova diretoria para gestão (2011/2013): Anke Bergmann (Presidente); Railda Shelsea Taveira Rocha do Nascimento (Vice-presidente), Ana Paula Florindo Leão (Secretaria geral), Suzana Sales de Aguiar (Diretora tesoureira), (Diretora administrativa) Marcia Valéria de Aquino Molinaro (Diretora administrativa)  e  Larissa Louise Campanholi (Diretora científica).

No dia 06 de Julho de 2013, durante o III Congresso Brasileiro de Fisioterapia em Oncologia – Campina Grande/PB, foi eleita a nova Diretoria Executiva Geral, com gestão 2013- 2017, composta por:

Diretor Presidente: Patrícia Vieira Guedes Figueira

Diretor Vice-Presidente: Carolina Maciel Reis Gonzaga

Diretor Administrativo Geral: Andrea Thomazine Tufanin

Diretor Financeiro Geral: Adriana Thomazine Tufanin

Diretor Científico: Larissa Louise Campanholi

Diretor Secretário Geral: Kamila Favarão Adorni

Conselho Fiscal: Juliana Bruno Silva, Manuela de Teive Argollo Samartin Cerqueira, Alessandra Tessaro.

Suplentes: Angela Gonçalves Marx, Monique Opuszcka Campos, Ivana Spínola Cedraz.

A ABFO tem como principais objetivos reunir fisioterapeutas dedicados a Oncologia em todo o território nacional, para fins técnicos, científicos e culturais, que atuem em estabelecimentos públicos e privados de assistência em saúde, ensino, pesquisa e gestão; organizar, propor e defender políticas e medidas que assegurem ao Fisioterapeuta, especialista em oncologia, condições e meios satisfatórios de formação, desenvolvimento, atuação e reconhecimento profissional; conferir aos seus Associados, após a devida avaliação da Comissão de Títulos da Associação, títulos de especialista em Fisioterapia Oncológica, conforme critérios estabelecidos no estatuto; organizar, realizar, promover e apoiar eventos e cursos de caráter técnico-cientifico e cultural, em âmbito regional, nacional e internacional de seu patrocínio ou de parceria com outras entidades afins.

 

Voltar para o Topo